Vou Cuspir No Seu Túmulo

by vou cuspir no seu túmulo

/
  • Streaming + Download

     

1.
00:11
2.
01:28
3.
01:04
4.
5.
6.
7.
8.
01:12
9.
10.
11.
12.
01:41

credits

released May 30, 2012

Gravado e mixado no Estúdio Avant Garde por Maiko Thomé
Arte do Álbum por Julio Fernandes

tags

license

all rights reserved

about

vou cuspir no seu túmulo Curitiba, Brazil

banda nova de hardcore do sul do brasil/new hardcore band from south brazil

contact / help

Contact vou cuspir no seu túmulo

Streaming and
Download help

Track Name: Mar de Urina
Com uma prancha de baixo do braço
Ele desce até as profundezas do esgoto
Faz o caminho mais rápido pro mar
Fazer suas manobras mais radicais
SURFANDO NO MAR DE URINA
SURFANDO NO MAR DE URINA
Camisa florida e chinelo havainas
Pelo no peito e sunga de onça
Vai correndo para não mais perder
Tempo do seu momento de glória
SURFANDO NO MAR DE URINA
SURFANDO NO MAR DE URINA
Track Name: Cocomínio
A minha casa parece uma prisao
todos esses grandes muros são pra minha proteçao
o mundo que sonhei nao era assim
paisagem de cerca eletrica um vazio dentro de mim
Cansei de ouvir playboy falando o que quer comprar
Cansei do seu café com nutella e centeio
Esses muros não imaginam o que me fizeram
Esses muros transformaram minha vida no inferno
Track Name: Última Tortura
essa será minha última tortura
a última vez que terei a devastadora companhia
por mais devagar que os ponteiros passem no relógio, o tempo me chama
e a estrada se estreita me levando cada vez mais perto da desejada solidão
lentamente sinto as correntes se afroxando embora ainda dentro de um cômodo frio
vou continuar a gritar até as paredes cairem
Track Name: Sobre Envelhecer
A paciência não se limita ao desgaste do tempo
As músicas de antigamente devolvem a cada um o mistério da infância
Imperceptíveis na pressa do tempo
O lugar de onde eu venho
Certamente me levará ao reencontro do homem-menino
Track Name: Monotemático
Esta música foi feita pra você, catedrático em início.
Cuspindo verdades que não são sua, rascunhando o que já disseram, você se transforma no ponto morto da palavra já dita.
Se orgulha das mesmas idéias de alguém que um dia quiçá será.
Corrompido pela idéia do outro é que te transformas numa cópia barata de um livro sem nome.
O gênio que te faculta dá início a mais nova fase do seu preconceito.
Track Name: Miséria, Ódio, Intolerância e as Duas Faces do Fracasso
Sua compaixão, coração misericordioso
Feche os olhos e ore
Pois seu Deus vai ajudar
Feche os olhos, tenha fé
não enxergue, não sofra pelo fracasso, falsidade incurável
Miséria, ódio, intolerância
Track Name: 5,6,7,8
se tudo aquilo que eu tinha era falso
se tudo nunca existiu
o que me fez crescer
nao partiu de mim
minha essencia morreu
Track Name: Terra Infértil
É hora de perder o trabalho
de retirarem seus filhos
e roubar seus pertences

O momento de retirar suas portas
Derrubar as janelas
e desmatar seu jardim

É dia de destruir suas paredes
de limpar os corpos, ossos e destroços
e colher minha plantação de dinheiro
Track Name: Não me Importo com Seu Incomodo
Não vou me privar das partes em que me diferencio
Faço parte do seu desencanto
Cruzo as minhas pernas, da minha maneira
Faço parte do seu desencanto
Carinhos em barbas ou em peitos
e se não quiser, não se meta no meio

Não vou me privar das partes em que me diferencio
Faço parte do seu desencanto
Track Name: Eu leio, Não Entendo
Vejo em horas, menos coisas
Leio mais, me desinteresso
Só miro os cantos e a subjetividade
Arranco ou ouvidos por não existir verdade

Engulo as palavras
depois vomito em todos
Cago nos verbos
E misturo merda com as mãos
Assôo o nariz em tua boca
Vai se foder e fica logo quieto

Porque eu leio e não entendo
Porque eu leio e não entendo
Track Name: Vigaros
O gênero que nos une
A classe que nos divide
Em uma constante luta de aceitação e poder
Em um milhão de vidas
De mulheres que trabalham
Esse lindo corpo vazio, não e´ o que sou

Deixa o coração pulsar
Buscar amor longe daqui.